sexta-feira, fevereiro 17, 2012

Em lágrimas.

Hoje acordei diferente. Acordei com a mente mais tranquila.É como se durante a noite eu tivesse aproveitado todo o meu sono para arquivar todos os meus arquivos, naquelas gavetas enormes, sabe? Aquele tipo de gaveta que você nunca vai querer procurar nada lá dentro. Estou cansada de me auto-rotular fracassada. Não tem sentido permitir que as pessoas continuem ofuscando meu brilho. Eu sou um passarinho daqueles que pode até se acostumar a viver numa gaiola, com a devida alimentação, com o devido cuidado, mas que sem isso acaba fugindo, abandonando tudo, mesmo que o meu dono seja dócil. Hoje eu tenho dó de você, por estar me perdendo. Dó de cada sentimento bom que você arranca de mim. Eu chego a ter pena do teu futuro quando todos virarem as costas, quando todo mundo cansar desse teu egocentrismo que até então venho suportando numa boa. O que é você mesmo? Um pessoa digna de pena, digna de todos os sentimentos mesquinhos que recebe por aí a fora, sabe porque? Porque você tem amor, você tem respeito, você tem pessoas com quem pode contar, mas o que você faz com isso? Você joga fora, você destrói qualquer tentativa de aproximação das pessoas. Você é o tipo de jogador que nenhum time de voleibol iria aceitar. Você faz bloqueios errados, você defende quando era pra atacar e ataca quando era pra defender. Você é o tipo de atleta que vem ganhando os jogos numa sequência quase que inacreditável, mas porque você faz uso do ilegal, do desrespeito, das palavras mentirosas, dos sentimentos mesquinhos e miseráveis. E sabe o que é pior ?! É que o time saí prejudicado sim, mas é você que saí prejudicado com toda essa suas atitudes desleais, porque o time te põe pra fora e segue seu rumo. Mas e você? Você será sempre aquele jogador medíocre, que nenhum time aceita. Você sempre será aquele menino rejeitado, aquele menino deslocado. Porque máscaras um dia ou outro acabam caindo, e o que você é de verdade, quando for mostrado, assustará até a ti mesmo. Porque quando você olhar para trás vai lembrar de todas as oportunidades que perdeu, você vai ter vergonha de ter usado as pessoas, de ter tratado com indiferença quem te tratava com prioridade. Aí você vai gritar, vai chorar, mas não vai ter ninguém pra te escutar, porque comigo foi assim o tempo todo. Você vai precisar de alguém e não vai encontrar, porque eu precisei de você muitas vezes e você me deixou ali, chorando, em prantos, por causa da tua falta de sentimentos. Eu não vou rir de você, porque eu sei que ainda vou te amar, mas eu não serei mais assim tão alcançável. Você saberá então o que é clamar pelo amor de uma pessoa, clamar carinho, afeto, atenção. Você saberá o que é mendigar amor, e receber migalhas, porque aquelas migalhas que você me deu em todo esse tempo, você receberá agora, porque a vida é como a natureza, ela não se defende, mas se vinga. E pode ser fatal.

3 comentários:

Sabrina disse...

Que texto lindo! Fala tudo o que um dia a gente acaba pensando mas não tem coragem de dizer. Porque essas pessoas só faz usar as outras, e machuca muito, e no final as outras pessoas irão se cansar de serem feitas de palhaça, largando pessoas assim sozinha e sem ninguem com quem contar. Lindo!

patyemo disse...

Adorei o blog!
E quanto ao texto afinal, aqui se faz, aqui se paga né? ;)

Ps: tem um meme p/ vc lá no meu blog
perdidanosuburbio.blogspot.com

Ray Silva disse...

Obrigada minhas lindas *-*